Proposta que sugere mudanças no reconhecimento da cidadania italiana será apresentada no Senado

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Uma notícia publicada pela agência de notícias italiana AISE, com data de 03 de julho, volta a preocupar os descendentes de italianos que estão organizando seus documentos para o reconhecimento da cidadania italiana, por descendência de sangue, Jus sanguinis. 

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Vito Petrocelli, participou na manhã do dia 03, da sessão de abertura da Assembléia Plenária do Conselho Geral dos Italianos no Exterior, que continuará até sexta-feira, 5 de julho, e tem por objetivo discutir temas relacionados com os italianos no mundo.

Petrocelli falou em plenário sobre o texto base e sua disponibilidade de dialogar também sobre o tema cidadania. Segundo ele, a proposta que será apresentada ao Senado,  se aprovada, passará a exigir aos interessados no reconhecimento da cidadania italiana, dois testes: um de idioma e outro sobre educação cívica e direito constitucional.

Ainda, segundo ele: “Há pessoas que têm poucos e distantes antepassados italianos, que nunca pisaram na Itália e que não falam italiano: é necessário verificar a persistência de seus laços com a Itália, que não pode ser baseada apenas na descendência.”

A proposta deve ser apresentada no Senado ainda este ano.

Índice de conteúdo

Pode ser do seu interesse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.